“A cada dia que vivo; mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.”

(Carlos Drummond de Andrade)

quarta-feira, 27 de março de 2013

Em Tuas mãos!




   Um dia eu me dei em Tuas mãos, o Senhor me recebeu e eu O senti, senti que movia em mim o Teu Espírito, mas como falha que sou, esqueci, cuidas de mim e eu...   Não percebo, me perco em minhas dores e anseios.   Achando que minha vida se perdeu de Ti eu me afastei; acreditando que Te esquecestes de mim eu o renunciei, não podia entender a falta, a saudade.  
   Hoje percebi muitas coisas, não sei explicar como foi o processo para eu chegar ao entendimento, apenas sei, Estás sempre comigo, mesmo que eu não perceba, que eu não sinta.   Quando coloquei-me em Tuas mãos me acolhestes definitivamente, não me pertenço e O Senhor move meus atos e vontades, mesmo aquelas que julgo só minhas.   Sendo assim não quero mais me perder em culpas de amar, eu já estava em Tuas mãos quando conheci, quando amei, vou apenas receber feliz o que está por vir e me deixar aos Teus cuidados com maior serenidade.  Dou a Ti o amor com que me Amas.   Puro amor de Deus!




Por D. Trugillo

Himalaya

Slides e links de todas as postagens