“A cada dia que vivo; mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.”

(Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Ebulição hormonal e emocional....



   O corpo se transforma, os hormônios totalmente fora de ordem na mulher que está no alto de sua maturidade, ela se assusta, se perde em suas emoções, tem medo do que acontece, de como acontece, seu amor não a entende...   Afinal, nem ela mesma consegue se entender.   Seu ciclo atrasa, adianta, vem em volumes incomuns e ela sente medo de perder a libido, nem percebe que a libido está nela, que está ativa, mais que nunca.
   Seu homem não consegue entender tanto destempero, tanta ansiedade, tantas dúvidas infundadas.   Natural, homens não têm como entender o que a natureza não lhes permitiu sentir.   Ele a deixa só...
   Sozinha ela pensa que vai sucumbir, mas é mais forte do que se sabia e o encontro com Ele a fortalecerá, Seu colo a confortou, lhe deu refrigério e o Pai continua nela, mesmo que todos tenham partido, Ele fica com ela, mesmo que não possam compreendê-la e nem ela, Ele a compreende, cobre e cuida.
   Um dia ela rebrotará com novo vigor, e seus hormônios voltarão a se inflamar com o mesmo compasso de sempre...

D. Trugillo.

Himalaya

Slides e links de todas as postagens